Pesquisar
Close this search box.

Menopausa: aprenda a reduzir os sintomas desagradáveis

A Sociedade Internacional de Menopausa (International Menopausa Society – IMS), em colaboração com a Organização Mundial de Saúde (OMS), designou o dia 18 de outubro como o Dia Mundial da Menopausa. O objetivo desse dia é informar as mulheres sobre a menopausa, como administrá-la e o impacto da perda de estrogênio nessa fase da vida.

A menopausa faz parte da vida de toda mulher. É o processo biológico natural, caracterizado pelo fim do período fértil, com interrupção dos ciclos menstruais e, consequentemente, ocorre uma queda na produção dos hormônios femininos: progesterona e estrógeno. Essas alterações hormonais são responsáveis por diversos sintomas, como: alterações de humor (depressão, irritabilidade, agressividade), fogachos (ondas de calorões), aumento no risco de doenças como osteoporose e doenças cardiovasculares, ganho de peso.

Por um mecanismo de defesa, algumas plantas produzem substâncias com ação similar ao estrógeno, conhecido como fitoestrógenos. Desta forma, já que a menopausa é um período que ocorre a queda na produção de estrógeno, temos alimentos aliados no combate dos sintomas.

A seguir algumas dicas, de alimentos e hábitos, que vão ajudar:

  • • Linhaça e chia – contêm lignana (um fitoestrógeno) e ômega 3, que reduz os sintomas como o fogacho.
  • • Inhame – a diosgenina é um fito-hormônio similar à progesterona e tem o efeito de baixar o colesterol.
  • • Gergelim, folhosos verdes escuros, sardinha e iogurte – ricos em cálcio, vão ajudar a prevenir a osteopenia e, consequentemente, a osteoporose.
  • • Exposição ao sol (15 minutos antes das 10h e depois das 16h) – principal forma de produzir vitamina D. Pode ser por meio de suplementação também, sob supervisão médica ou de um nutricionista.
  • • Diminuir o alto consumo de cafeína, pois promove a perda de cálcio.
  • • Banana, aveia, nozes e abacate – são alimentos fonte de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina (hormônio do bem-estar) e que vai auxiliar nas alterações de humor que ocorrem nessa fase.
  • • Chá de folhas de amora e óleo de prímula OU borragem – são conhecidos como reguladores dos hormônios, atuando com eficácia nos sintomas da menopausa.
  • • Diminuir o consumo de alimentos ricos em açúcares, gorduras saturadas, produtos industrializados (ricos em sódio), que propiciam ganho de gordura abdominal e aumento de risco de doenças cardiovasculares. Com a queda na produção do estrógeno, o metabolismo da mulher diminui em 30%, então prefira produtos naturais e integrais e pratique atividade física!


Essas informações não dispensam acompanhamento do médico ou nutricionista.

Francieli Cristina Barbosa
CRN 10-2862

Compartilhe:

Posts Relacionados

Facebook
YouTube
LinkedIn
Instagram