Pesquisar
Close this search box.

Dia Nacional da Saúde e Nutrição

Dois assuntos intimamente ligados e muitas vezes ignorados, ou pelo menos a parte que diz respeito à nutrição, e sim, por favor, preste atenção, cuide do que você está comendo!!! Eu sei, você deve estar pensando: Mas como? Se toda hora aparece nos noticiários uma nova fraude nos alimentos que consumimos, sejam no leite adulterado, na carne contaminada, uma nova polêmica sobre o uso de agrotóxicos, as famosas dietas da moda, a confusão sobre o consumo de produtos sem lactose, sem glúten e por aí vai. Calma, vamos lá.

Primeiro. Cuidado com as informações que chegam até você, muitas vezes elas tomam proporções que não expressão a realidade, saber se é real aquela notícia é tão difícil quanto saber se a pessoa que preparou seu lanche higienizou bem a mão e os utensílios utilizados.

Segundo. A alimentação vai muito além da procedência. A procedência é importante? Sim, com toda certeza. Assim como suas escolhas também são. Ter o acompanhamento de um profissional habilitado e capacitado vai ajudar muito nesta tarefa.

E terceiro. Se pararmos para observar o quanto mudamos nossa alimentação nos últimos tempos, apenas por influência da industrialização e do imediatismo da vida moderna, vamos concluir o quanto escolhemos as opções erradas. Então, mais uma vez, calma.
Você é capaz de iniciar um processo para melhorar sua alimentação com pequenas mudanças diárias. Obviamente não podemos ignorar tudo o que os estudos vêm nos mostrando sobre a relação dos alimentos com nossa saúde e bem estar. A alimentação sem glúten e sem lactose, por exemplo, traz inúmeros benefícios comprovados para vários indivíduos. Porém, nem todo mundo precisa radicalizar suas escolhas de uma hora para outra, sem observar o que seu corpo diz, esse é o motivo do fracasso de várias dietas. Se você quer ser saudável escolha mudanças sustentáveis e que ocorram de forma gradativa.

Um dos maiores problemas que vai à contramão de uma alimentação saudável, é o excesso de produtos ruins que consumimos. Ruins que digo, são alimentos com pouco ou nenhum valor nutricional, e ainda acrescido de substâncias nocivas ao nosso organismo, muitos são até bem saborosos, e por serem saborosos e práticos caímos na tentação, o que se agrava quando se torna rotineiro.

Para iniciar esse processo de mudança “do bem”, uma dica interessante é seguir os 10 passos para uma alimentação saudável, instituídos pelo ministério da saúde e apresentados no último guia alimentar para população brasileira de 2014, que, aliás, alterou bastante sua forma de interpretação de uma alimentação saudável e foi bem aceito por vários profissionais conceituados da saúde.

Uma boa alimentação faz milagres por nossa saúde, melhoramos nossa disposição, combatemos vários problemas de saúde e evitamos tantos outros. É claro que muitas vezes ainda vamos precisar de remédios, mas é lindo ver o quão grande é o benefício dos alimentos na vida das pessoas. Já dizia Hipócrates “Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio”. Expressão tão antiga e tão atual.

Link para o Guia Alimentar para População Brasileira: (http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/guia_alimentar_populacao_brasileira.pdf).

Facebook
YouTube
LinkedIn
Instagram