Pesquisar
Close this search box.

O que é a psoríase? Será que a alimentação pode agravar ou melhorar o quadro clínico desta doença?

A psoríase é uma doença inflamatória crônica, imuno mediada, de base genética, de etiologia multifatorial, que afeta pele, unhas, mucosa e articulações. Acomete igualmente homens e mulheres, podendo ocorrer em qualquer idade, vale ressaltar que a doença não é contagiosa.

Suas maiores manifestações ocorrem na pele, por placas eritemato-escamosas, que causam vermelhidão, coceira e até dor, sendo encontrados frequentemente nos cotovelos, joelhos, outras partes das pernas, couro cabeludo, costas, rosto, palmas das mãos e solas dos pés. Acredita-se que ela começa a aparecer quando os linfócitos T começam a atacar as células da pele, se inicia um hiperproliferação da epiderme e dos vasos sanguíneos com o intuito de combater a infecção. Como as células da pele estão sendo atacadas, a produção das mesmas também é aumentada, gerando uma rapidez no ciclo de renovação celular, porém devido a imaturidade celular, ocorre a grande produção de escamas, gerando as lesões e manchas na pele.

Desta forma em busca da melhora do quadro de pacientes com esta doença, diversos estudos vêm sendo realizados para avaliar o impacto da nutrição na psoríase, isto porque, a inadequação do padrão alimentar, a falta de atividade física e fatores emocionais, podem ser grandes precursores do aumento dos processos inflamatórios, que podem desencadear a doença ou piorar seu quadro, bem como aumentar o desenvolvimento das Doenças Crônicas não Transmissíveis.

Embora não tenha nenhuma diretriz que estabeleça a nutrição como ferramenta para o tratamento da psoríase, diversos estudos sugerem que os compostos presentes em alguns alimentos, como ácidos graxos mono e poli-insaturados, fibras, vitaminas e minerais, podem levar a melhora no controle da doença, ressaltando aumento no consumo de alimentos anti-inflamatórios e diminuição dos pró-inflamatórios como uma estratégia a ser utilizada na melhora do quadro clínico da doença. Desta forma a alimentação pode influenciar, sendo a causa das desordens metabólicas ou como tratamento e prevenção.

O controle de peso é um dos fatores que influencia no prognóstico da doença, o que evidencia que dietas com baixa densidade calórica podem melhorar o prognóstico da doença. Além disso, outras dietas alimentares também são destacadas, dentre elas: a alimentação vegetariana, rica em antioxidantes e ácidos graxos poli-insaturados.

Um estudo que destacou que alimentos anti-inflamatórios, dentre eles: sardinha, atum, nozes, semente de chia, gengibre, pimentão, alho, própolis, batata doce, dentre outros, trazem melhora significativa na atividade da doença.  Já o excesso de alimentos pró-inflamatórios na alimentação pode piorar o quadro, dentre eles destaca-se: alimentos defumados, glutamato monossódico, excesso de açúcar, consumo excessivo de carne de gado, café e chá preto.

Por isso é importante cuidados nutricionais individualizados, e o envolvimento de uma equipe multidisciplinar, com o intuito de promover melhora no bem estar e na saúde do paciente.

 

Essas informações não dispensam acompanhamento do médico ou nutricionista.

Indyanara C. dos Passos
Nutricionista CRN10 5202

 

FESTUGATO, Moira. Estudo piloto sobre alimentos que devem ser evitados nos portadores de psoríase. An. Bras. Dermatol. vol.86 no.6 Rio de Janeiro Nov./Dec. 2011
SOLIS, M. Y., et al. Evidências do impacto da nutrição na psoríase Evidence of the impact of nutrition in psoriasis. RASBRAN – Revista da Associação Brasileira de Nutrição. São Paulo, SP, Ano 5, n. 1, p. 41-51, Jan-Jun. 2013 – ISSN 1983-3164 | ISSN 2177-7527 (online)
ODIERNO, K. F. Perfil nutricional e consumo de alimentos inflamatórios e anti-inflamatórios de pacientes atendidos no ambulatório de psoríase de uma unidade de saúde-escola de Itajaí, SC. Demetra; 2015; 10(4); 1017-1030
Sociedade Brasileira de Dermatologia. Consenso Brasileira de Psoríase e Guias de Tratamento. Datasus.  Fonte:
Portal da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Psoríase
BARREA, L., et al. Environmental Risk Factors in Psoriasis: The Point of View of the Nutritionist. Review. Int. J. Environ. Res. Public Health 2016, 13, 743
What Is Psoriasis? Fast Facts: An Easy-to-Read Series of Publications for the Public. National Institute of Arthritis Musculoskeletal and Skin Diseases.  November, 2014.
ARAUJO, M. L. D., at al. Influências nutricionais na psoríase. An. Bras. Dermatol. 2009;84(1):90-2.

 

Compartilhe:

Posts Relacionados

Facebook
YouTube
LinkedIn
Instagram