19 / fev

Os benefícios do Resveratrol

Inaugurações

O resveratrol é uma substância fenólica pertencente ao conjunto de compostos de denominação fitoalexinas. Este é sintetizado naturalmente por diversos vegetais em resposta a condições adversas, como estresse, radiação UV e infecção por fungos. Dentre as plantas que sintetizam o resveratrol, as videiras são as espécies com maior capacidade de síntese, sendo encontrada em maiores quantidades na película do fruto e principalmente nas uvas tintas, entretanto outras 72 espécies de plantas foram descritas como capazes de sintetizar o resveratrol, tais como: o amendoin, eucalipto, mirtilo e a amora.

São atribuídos ao resveratrol, os efeitos benéficos e cardioprotetores do vinho, o que levou a diversos estudos epidemiológicos para comprovar e explicar tais efeitos. A ligação do vinho com o efeito cardioprotetor, deu-se por conta do “Paradoxo Francês”, ou seja, os franceses consumiam uma dieta rica em gordura saturada, entretanto tinham o hábito de desfrutar de um consumo moderado de vinho junto as refeições, sendo assim apresentavam baixa incidência de doenças cardiovasculares, pois o vinho traria benefícios que compensariam a dieta rica nesses ácidos graxos. É bom observar que o vinho possui álcool, o que aumenta a capacidade de dilatar veias, tornando-o mais completo que o suco de uva, por outro lado, este álcool não é recomendável para a saúde, pois pode causar dependência, agravar doenças e até interagir com medicamentos.

Uma série de estudos vem reportando os efeitos protetores do resveratrol na saúde humana, dentre a prevenção e o tratamento de diversas doenças, destacam-se: atuação como antioxidante, antiviral, cardioprotetor e quimiopreventivo do câncer.

Sua atuação antienvelhecimento vem se destacando, devido sua ação antioxidante que é capaz de neutralizar os radicais livres formados no organismo, diminuindo a peroxidação lipídica e a agregação plaquetária. Um estudo realizado em 2012, verificou que o resveratrol apresentou importantes efeitos antiaterogênicos e anti-inflamatórios, comprovando suas atividades antioxidantes e antiplaquetárias.

Outros estudos realizados in vitro, têm demonstrado os múltiplos efeitos anti-câncer, protegendo contra a iniciação e a progressão tumoral, ou seja, conduzem à indução a apoptose e a paragem do ciclo celular, ou por citotoxicidade sobre as células tumorais, reduzindo danos do DNA.

Uma infinidade de dados na literatura expõe a importância do resveratrol na saúde humana, em contrapartida ainda há dúvidas quanto à quantidade a ser ingerida para obtenção de tais benefícios a saúde, uma vez que, faltam estudos a longo prazo com humanos, porém alguns cientistas garantem que é seguro consumir de 50 a 100 mg por dia.

Essas informações não dispensam acompanhamento do médico ou nutricionista.
Indyanara Cristine dos Passos
Nutricionista CRN 10-5202P

Fontes:

ACAUAN, Ana Paula. Molécula encontrada na uva pode prevenir doenças. Revista da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. p. 6 à 9, abril, 2007.

CARTER, Lindsey G.; et a. Resveratrol and cancer: focus on in vivo evidence. Endocriny Related cancer, 2014.

CARVALHO, Paula Andréa S. de Vasconcelos. Concentração de resveratrol e expressão de resveratrol sintase em espécies de Arachis. UNESP, São Paulo, 2013.

DAVID, Jorge Maurício P. Resveratrol: Ações e benefícios à saúde Humana. Diálogos e Ciência. Maio, 2007.

HUNG, Li-Man; et al. Cardioprotective effect of resveratrol, a natural antioxidant derived from grapes. Cardiovascular Research, april 2000.

KUMAR, Ashutosh; et al. Effects of resveratrol on nerve functions, oxidative stress and DNA fragmentation in experimental diabetic neuropathy. Life Sciences, december 2006.

MATOS, Rossane Serafim et al. Resveratrol provoca efeitos antiaterogênicos em um modelo animal de aterosclerose. Arq. Bras. Cardiol. 2012, vol.98, n.2, pp. 136-142. Jan, 2012.

MEZARI, Morgana Cenci. Efeitos do consumo de vinho tinto sobre a função endotelial e perfil lipídico em homens. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2013

MORENO, Carolina dos Santos. Estudo do efeito radioprotetor do resveratrol. Instituto de pesquisas energéticas nucleares, São Paulo, 2009

PATEL, Ketan R.; et al. Clinical Pharmacology of Resveratrol and Its Metabolites in Colorectal Cancer Patients. Cancer Res. October, 2010.

PAULO, Luísa Alexandra Serrano. Determinação dos Teores de Resveratrol em Vinhos Tintos com Denominação de Origem Controlada Beira Interior e Avaliação das suas Propriedades Antimicrobianas. Tese doutorado. Universidade da Beira Interior. Março, 2011.

ROCHA, Katiucha Karolina Honório Ribeiro. Efeitos do resveratrol, polifenol da uva, sobre metabolismo basal e hepático, estresse oxidativo e perfil lipídico em ratos submetidos a dieta rica em sacarose e sua associação ao consumo de etano. Programa de Pós-Graduação em Ciências biológicas. UNESP, 2010.

 

 

 

 

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Fique por dentro de todas as novidades exclusivas.

    SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: