18 / jan

Própolis – Antibiótico Natural

Inaugurações

A própolis é muito utilizada como medicamento popular no tratamento de várias enfermidades. Sua principal função é de fortalecimento do sistema imunológico. Os efeitos terapêuticos têm sido atribuídos aos 38 tipos de flavonoides como artepillina-C, apigenina, acacetina, galangina, kaempferol, luteolina, quercetina, pinocembrina, crisina e muitos outros. A maioria deles apresentam atividade antimicrobiana. Os flavonoides auxiliam na absorção e na manutenção da vitamina C no organismo, protegendo-a da destruição e potencializando seu efeito no organismo.

A própolis é realmente um antibiótico natural. A cada dia, surgem novas descobertas sobre a própolis e novas indicações para tratamento de diversos males. Vamos conhecer algumas das suas propriedades medicinais:

Antibacteriana: A própolis é eficiente na destruição de uma vasta gama de bactérias nocivas ao ser humano. Possui como vantagem em relação a antibióticos sintetizados em laboratório o fato de as bactérias não desenvolverem resistência à própolis. Por essa propriedade, é muito indicada no tratamento de doenças como anginas, amidalites, faringite, laringite, gengivite, estomatites, abcesso dentário, sinusites, bronquites, pneumonias, gripes, rinites, entre outras.

Antiviral: A ação antiviral da própolis é conhecida principalmente pelo seu ótimo efeito contra: herpes, adenovírus, coronavírus, rotavírus, etc. Por isso, sua utilização também é indicada contra doenças como herpes, gripes, resfriados, conjuntivite e dores de garganta.

Antifúngica: Sua ação antifúngica a torna capacitada para o tratamento de problemas de couro cabeludo, micoses em geral, frieiras, etc.

Anti-inflamatória: A ação anti-inflamatória da própolis foi verificada com eficácia principalmente no tratamento de artrites, artroses e reumatoides. Pesquisas em laboratório chegaram a comparar a ação e eficiência da própolis à ação da substância conhecida como Diclofenaco que é utilizada no combate a diversos processos inflamatórios.

Antioxidante: A atividade antioxidante da própolis combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento do corpo humano e da mutação do material genético. A presença de compostos fenólicos em sua composição aponta para sua eficácia como antioxidante. Muitas pesquisas ainda estão sendo realizadas nesse sentido, no entanto, sua ação preventiva ao envelhecimento celular já está bastante comprovada.

Anticancerígena: Alguns trabalhos desenvolvidos pelo Instituto Nacional do Câncer dos EUA apontam para atividade anticancerígena importante em alguns tipos de própolis. Os resultados obtidos na pesquisa foram animadores, principalmente quando foi verificado que a própolis foi capaz não só de inibir o crescimento de células cancerígenas quanto de destruir parcialmente as células já existentes. Estudos aprofundados estão sendo realizados nessa linha e as esperanças são muitas quanto à ação anticancerígena da própolis.

Cicatrizante e Regeneradora de Tecidos: É muito eficaz no tratamento de dermatites, feridas, úlceras e queimaduras, devido à presença de flavonoides e aminoácidos em sua composição.

Anestésica: A ação anestésica da própolis a torna eficiente no combate a dores de garganta, amidalites, dores de dentes, etc. Estudos realizados com extratos etanólicos de própolis levaram à conclusão de que a sua ação anestésica é de 3 a 5 vezes superior à cocaína (usada como anestésico na prática dental na antiga União Soviética).

Imunoestimulante: A própolis também possui efeito imunoestimulante, ou seja, estimula a produção de células produtoras de anticorpos, fortalecendo assim o sistema imunológico e aumentando a resistência a doenças infecciosas.

Para mais esclarecimento das principais curiosidades sobre os efeitos biológicos sobre o sistema imunológico você encontra no livro de José Maurício Sforcin – Própolis e Imunidade.

 

Essas informações não dispensam acompanhamento do médico ou nutricionista.

Hariane Correa
Nutricionista CRN10 4495

 

 

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Fique por dentro de todas as novidades exclusivas.

    SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: