15 / out

Quais os erros mais comuns quando o objetivo é a perda de peso?

Inaugurações

O excesso de peso, obesidade e a busca pelo padrão estético magro tem contribuído cada vez mais pela busca de estratégias que visam a perda de peso. O fato é que muitas vezes, cometem erros que comprometem os resultados. Uma das estratégias mais comum é a retirada de tudo que podia do cardápio do dia a dia, porém, na hora acompanhar os resultados percebe que apesar de todos os esforços não alcançou o objetivo, não conseguiu emagrecer.

Pode-se perceber que nesta busca desenfreada pelo corpo perfeito muitos erros são cometidos, e por isso os objetivos nem sempre são alcançados. Para isso, abaixo seguem cinco erros mais comuns que não devem fazer parte da rotina de quem busca a perda de peso.

– O primeiro erro é utilizar o termo dieta! É necessário excluir o termo dieta de seu dia a dia, você precisa adotar mudanças de hábito, que envolve não apenas mudança em seus hábitos alimentares mais também no seu estilo de vida.

– Segundo erro é contar calorias! Deve-se preocupar com a qualidade dos alimentos, seu perfil de gorduras, proteínas e principalmente com a carga glicêmica da refeição, ou seja, evitar alimentos que tem alta carga glicêmica, que aumentam rapidamente as taxas de açúcar no sangue, como carboidratos processados, açúcar branco, frutas em calda enlatadas, farinha branca, batatas e pães por exemplo.

– Terceiro erro é excluir o carboidrato! A redução ou exclusão dos carboidratos das refeições induz o corpo a uma queda na produção de serotonina, neurotransmissor conhecido como substância do bem-estar. Como resultado, vem a irritabilidade e o desanimo. Outro lado negativo da exclusão de carboidrato é a compulsão por doces, visto que, os níveis de glicose ficam baixos e o açúcar é o carboidrato de rápida absorção, o organismo sente necessidade destes alimentos e o excesso poderá ser convertido em gordura.

– Quarto erro é ficar longos períodos sem se alimentar! Isso aumenta a geração de radicais livres, que causam o envelhecimento dos órgãos e tecidos. Estimula mecanismos compensatórios de produção de gordura provocada pela queda do metabolismo, a fim de poupar energia, já que não tem energia sendo ingerida. Outra consequência, é o aumento da fome fazendo com que a ingestão alimentar seja em maior quantidade para saciar esse longo período sem se alimentar.

– Quinto erro é não fazer café da manhã ou faze-lo inadequadamente! Café da manhã é uma refeição especial, indispensável. O fato de não fazer o café da manhã pode levar ao ato de comer mais ao longo do dia e beliscar mais no fim da noite.

Adquira hábitos saudáveis sem cometer erros que possam comprometer seus resultados! Procure sempre um profissional habilitado!

 

Essas informações não dispensam acompanhamento do médico ou nutricionista.
Michele Gonçalves
Nutricionista CRN10: 3378

 

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Fique por dentro de todas as novidades exclusivas.

    SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: