18 / set

Oleaginosas do bem

Inaugurações

A alimentação é muito importante para a manutenção da saúde e, para isso, ela precisa ser variada e saudável. Entre os alimentos que não devem faltar no dia-a-dia estão as frutas oleaginosas (nozes, castanha do Brasil, castanha de caju, avelã, amêndoa, pistache, macadâmia).

Quando consumidas com moderação trazem inúmeros benefícios para a nossa saúde, pois são fonte rica de vitaminas C, E, do complexo B e sais minerais como potássio, ferro, cálcio, zinco e magnésio. As sementes nos fornecem antioxidantes para combater os radicais livres que danificam as células do corpo. Ainda contêm muita fibra alimentar, a qual regulariza o funcionamento do intestino e evita prisão de ventre entre outros problemas.

Uma boa maneira de incluir as oleaginosas no cardápio é consumi-las nos lanches intermediários, já que não devemos ficar muito tempo sem nos alimentar. Experimente comer uma porção de 30g ao dia (um punhado), nos lanches da manhã e da tarde.

Principais nutrientes:

  • Amêndoas: rica em proteínas, fibras, cobre, magnésio, zinco, vitamina B1 e ômega-3. Campeã em vitamina E, previne o organismo contra toxinas e efeitos nocivos da poluição;
  • Avelã: é considerada a fruta seca mais rica em cálcio, nutriente essencial para manter os dentes fortes e prevenir a osteoporose. Possui ainda, vitamina C e B1, que ajudam as células a produzirem energia;
  • Castanha de caju: rica em selênio, ferro, fósforo e aminoácidos. Dentre estes, merece destaque o argimino (aminoácido), que se converte em óxido nítrico, alargando a parede das artérias e diminuindo a pressão sanguínea, auxiliando no controle da hipertensão. Também possui fitoquímicos e fitoesteróis, elementos anticancerígenos. Contém fibras e gordura monossaturada, que auxilia no controle dos níveis do HDL (bom colesterol);
  • Castanha do Brasil (Pará): devido seu alto teor de selênio e vitamina E, é considerada um dos alimentos mais ricos em substâncias antioxidantes, as quais são importantes no combate de radicais livres, que danificam as células causando doenças e aceleram o envelhecimento. Fornece magnésio e ácido graxo ômega-3;
  • Nozes: fonte rica de vitamina E, com ação antioxidante, proteínas e ômega-3, a gordura que protege contra doenças cardiovasculares, além de arginina, um aminoácido fundamental para a circulação do sangue e ao sistema imunológico. O alimento possui ainda potássio, que auxilia na hipertensão arterial e vitamina B6, que atua na produção de glóbulos vermelhos;
  • Pistache: possui vários nutrientes como cálcio, magnésio, fósforo, potássio e as vitaminas B3 e B6, sendo esta última, fundamental para a produção de hormônios e ao bom funcionamento cerebral. É constituído de fibra e gordura monoinsaturada, que ajuda no aumento dos níveis do HDL (bom colesterol). Ajuda na produção de hemoglobina para o transporte de oxigênio no sangue.

Frutas secas

  • Damasco: rico em beta-caroteno, sais minerais (cálcio, magnésio, enxofre, ferro e potássio), vitaminas (B3, B5 e C), ácido fólico. Auxilia na prevenção e melhora das doenças pulmonares, como a asma, para prevenir a cegueira noturna e diminuir o risco de câncer do estômago e do pulmão. Ainda é rico em vitaminas A e B, ferro e uma grande quantidade de fibras.
  • Ameixa seca: uma das principais características é a de melhorar o trânsito intestinal, diminuindo a prisão de ventre ao mesmo tempo que regulam a digestão. São ricas em vitaminas, entre as que destacam a vitamina E, aliada contra o envelhecimento e com um grande poder antioxidante; vitamina A e vitamina C. Também possui uma boa quantidade de potássio, cálcio, ferro e magnésio, por isso ajudam a melhorar os estados depressivos, além da anemia.

 

OBS: Essas informações não substituem orientação do médico ou nutricionista.
Gabriela Pimentel Rodrigues
Nutricionista CRN10-2209

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Fique por dentro de todas as novidades exclusivas.

    SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: