09 / set

Barras de Cereais, quais as opções?

Inaugurações

Barras convencionais
A maioria contém cereais, fibras, frutas secas e frutas desidratadas, sem nutrientes extras. Nessa categoria, destacam-se basicamente dois grupos: as integrais e a as comuns. As integrais são, realmente, um lanche saudável e balanceado. Também podem ser chamadas de barras fibrosas. Trazem nas suas composições cereais integrais, principalmente, aveia, arroz, milho (prefira sem transgenia), centeio, trigo e cevada, e nada de gordura hidrogenada, açúcar refinado ou produtos de origem animal. Mas, atenção: aquelas com cobertura de chocolate, chocolate branco (a grande maioria a base de leite animal) e flocos de arroz refinado são mais calóricas, ricas em gorduras e nutricionalmente mais pobres.

Barras energéticas
Particularmente recomendadas para esportistas e atletas, têm a função de suplemento energético para atividade física, em virtude de sua rápida absorção e utilização pelo organismo. Só que, ao contrário das proteínas, devem ser consumidas antes da sessão de exercícios ou competição. Diferentemente das barras comuns, estas contém ingredientes específicos (como açaí, guaraná, café e acerola) que estimulam o metabolismo basal e garantem mais disposição para a prática esportiva.
Normalmente são barras ricas em glicídios (gorduras), diversos tipos de açucares, portanto bastante calóricas, e pouco indicadas para os que se preocupam com a balança.

Barras proteicas
Indicada preferencialmente para quem pratica atividade física intensa, como os esportistas amadores ou profissionais. São chamadas de compensadores por suprirem a perda de proteínas ocorrida durante os exercícios – cada barra tem de 10 gr a 40 gr de proteína. A proteína é mais facilmente metabolizada pelo organismo e transformada em energia ou massa muscular. O mais adequado é o consumo após o esforço prolongado.

Barras diet
Possuem as mesmas propriedades das barrinhas tradicionais, porém, são isentas de açúcar (sacarose). O ponto positivo é que geralmente são menos calóricas que as outras barras. As barras diet são indicadas para a população diabética (mesmo assim, consuma com o aval médico ou de nutricionista) ou pessoas que estão submetidas a dietas com restrição de açucares. Podem ser consumidas nos intervalos das refeições.

Barras light
Possuem redução de pelo menos 25% em algum nutriente específico, como por exemplo, gorduras totais, sódio (sal) e carboidratos. Entretanto, é preciso ficar de olho na embalagem para não ter surpresas desagradáveis no peso, pois nem sempre produtos light são sinônimos de poucas calorias.

Barras com sementes
Elas levam gergelim, quinua, linhaça e/ou chia. Por esse motivo são ricas em ácidos graxos mono e poli-insaturados (as chamadas gorduras boas!). Contam ainda com minerais como cálcio, fósforo e ferro, além de vitaminas do complexo B. São ideais para serem comidas nos lanches entre as refeições.

A dica da nutricionista Hariane Correa é ‘Para manter um lanche balanceado com as barrinhas é sempre recomendado associar a algum alimento fonte de proteína, por exemplo, pedaço de tofu, ou com iogurte. Dessa forma, a refeição torna-se equilibrada e a digestão será mais lenta, mantendo a glicemia controlada e maior sensação de saciedade’.

OBS: Essas informações não excluem orientação do médico ou nutricionista
Hariane Correa
Nutricionista CRNSC 4495

NOVIDADES E LANÇAMENTOS

Fique por dentro de todas as novidades exclusivas.

    SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS: